Fabricantes de suplemento alimentar terão que explicar divergências em rótulos


Quantidades de nutrientes devem respeitar limites estabelecidos pela Anvisa


Possíveis imprecisões nos rótulos dos suplementos alimentares, conhecidos como whey protein, terão que ser explicadas pelos fabricantes à Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon). Vinte marcas foram notificadas pelo órgão do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), nesta quinta-feira (30), para prestar esclarecimentos sobre os produtos que, segundo denúncia, apresentam quantidades de nutrientes que não correspondem aos indicados nos respectivos rótulos.


A denúncia foi apresentada pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Suplementos Nutricionais e Alimentos para fins Especiais (Brasnutri), que relatou a suposta fabricação e comercialização dos suplementos com rótulos que trazem informações incorretas.


Averiguação preliminar aberta pela Senacon vai apurar se a quantidade de nutrientes existentes nos produtos está de acordo com as descrições e se correspondem aos percentuais de tolerância permitidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).


Os fabricantes notificados são: Black Skull, Body Action, Body Builders, BRN Foods, DC-X Nutrition, Espartanos, Explode X Nutrition, FN Forbis, Grow Up, Lead Nutrition, MD Muscle Definition, MK Supplements, MMC/Nurata, Musclefull, Pro Corps Nutrition, Profit, Ravenna, Strong Nutrition, Synthesize, Under Nutrition.


As empresas têm 10 dias para responder ao pedido de informações.


Fonte: Fabricantes de suplemento alimentar terão que explicar divergências em rótulos — Português (Brasil) (www.gov.br)

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square